Como montar um plano de estudos?

Hoje iremos abordar um tema importante para você (assim como eu) que está em constante aprendizado, como se organizar e montar um plano de estudos de forma que consigamos seguir a risca?! Para isso vamos dividir o assunto em 3 pontos:
– Interesse;
– Objetivo;
– Comprometimento.

Qual o seu interesse no tema escolhido para estudo?

Ao escolher o tema de estudo, seja técnico, didático, financeiro ou qualquer outro do seu interesse. É interessante qualificar o seu nível de interesse, não necessariamente motivação, as vezes pode estar relacionado à uma necessidade momentânea, mas nem sempre é o que gostaria de estar estudando naquele momento.

Como qualificar seu nível de interesse? Normalmente a resposta desta pergunta está alinhada como objetivo a ser atingido, quais benefícios palpáveis a conclusão deste estudo te trará a curto prazo?

Isto é importante saber, pois quando maior o nível de interesse, maior vai ser sua dedicação / comprometimento, vai ter maior nível de absorção do tema e terá menos chances de interrupção. Pense nisso!

Defina seu objetivo inicial (META)!

Uma vez que o tema foi escolhido, preciso definir metas para que seja possível concretizar o conhecimento ainda recente em sua mente. Ao definir uma meta/objetivo ao concluir seu cérebro gera uma sensação de recompensa fazendo com que aquilo seja ainda mais prazeroso para você.

Digamos que está estudando sobre finanças / economia básica e seu objetivo é conseguir organizar seus gastos mensais para provisionar férias futuras. Ou está estudando uma linguagem de programação para fazer um sistema de cadastro / estoque ou app de celular. Ou quero terminar este curso de 40 horas em 2 dias. Por ai vai e o importante é que se aplica a quase tudo.

Quando definimos um objetivo é interessante que ele seja alcançável ou isto te deixará com uma sensação de frustração, fazendo com que perca vontade e animo de continuar estudando.

Quão comprometido está?

É lindo dizer que vai começar estudar algo, mas quando realmente vai? Hoje? Agora? Próxima semana? Com quem? Sozinho? Já pesquisou o conteúdo? E depois vai fazer o que?

Imagina se ao dizer que está afim de aprender algo novo, um colega te rebate fazendo este monte de perguntas, saberia responder de imediato? Talvez sim, ou não quem sabe… Cada um tem seu “Q” de genialidade, mas vamos supor que a resposta seja não.

Bom, partindo desde princípio precisamos nos organizar e definir o nosso comprometimento com o estudo em questão e como fazer isso? Para facilitar a abstração vou dividir novamente em tópicos:
– Em quanto tempo quero terminar os meus estudos?
– Qual o tempo que disponho para estudar?
– Definido tempo de término e tempo dedicado (frequência), assinar um compromisso de seguir este planejamento.

Por exemplo, pegou um curso online com carga horária de 40 horas. Se tiver 8 horas diárias para se dedicar ao curso, em uma semana terminaria os estudos, correto? Em tese sim, mas na prática não dispomos de tal tempo livre. Uma técnica que uso é quantificar meu tempo na semana, pois desta forma caso não consiga cumprir minha carga horária de estudos em dia posso compensar em outro. Como isto funciona? Eu separo 10 horas de estudo por semana, algo em torno de 2 horas por dia de segunda a sexta. Porém caso eu tenha algum imprevisto familiar ou trabalho, posso compensar as horas no final de semana, contanto que o Mindset deve ser claro: “Devo cumprir as 10 horas de estudo semana, na qual me comprometi em fazer”.

Seguindo o exemplo acima, se eu tenho 10 horas de compromisso estudo e curso que escolhi tem carga horária de 40 horas, posso dizer que devo terminar no máximo em 1 mês. Logicamente o meu próximo curso só estarei disponível para estudar daqui 1 mês. Ou caso tenha maturidade suficiente para fazer estudar dois assuntos paralelos e dividir seu tempo em temas distintos fica a seu critério.

Por hora é isso pessoal, espero ter ajudado, nos vemos no próximo post!

Como procurar o primeiro emprego na área de TI?

Depois de entrarmos na faculdade, logo surge a vontade de ingressar na área, mas ai bate a seguinte dúvida: “onde vou encontrar um emprego sem ter a mínima experiência?”

Existem vários sites e comunidades onde vagas são postadas e é sobre isto que se trata o post de hoje, então vamos lá!

APinfowww.apinfo.com/apinfo
O APinfo é um banco de curriculum de profissionais de tecnologia, cadastre seu curriculum e pesquise por vagas que atendam seus requisitos, várias vagas são postadas diariamente!

Linkedinwww.linkedin.com
Caso não conheça o Linkedin, é uma rede social com foco profissional, onde muitos recrutadores estão presentes para captar talentos, então crie um perfil profissional!
Adicione recrutadores e pergunte se não teria uma oportunidade disponível, não tenha vergonha.

GeekHunterwww.geekhunter.com.br
A Geek Hunter é uma plataforma especialista em match de desenvolvedores x empresas. Possui uma interface bem moderna e vem com várias ideias legais, também possuem testes técnicos para os candidatos comprovarem seu nível de conhecimento assim facilitando a busca para os recrutadores,
a sacada é muito boa, pois mesmo não tendo experiência é possível comprovar o seu conhecimento .

StackOverflowwww.stackoverflow.com/jobs
O StackOverflow além de ser uma das maiores comunidades de perguntas e respostas, possui uma área para divulgação de vagas, desde vagas nacionais e internacionais! Vale a pena dar uma conferida 😉

Seja cara de pau e peça indicações! Seja para seu professor de faculdade ou um amigo que está trabalhando e pergunte se eles não sabem de alguma vaga. Participe de hackathons e eventos de TI para fazer networking e caso sua faculdade participe da maratona SBC de programação, caia de cabeça pois é uma grande oportunidade para ganhar visibilidade.

Fique de olho nas grandes empresas, pois muitas aderem aos programas de trainee, então não deixe de perder o período de inscrições.

Por último, estude e procure fazer cursos por fora, porém não faça qualquer curso, procure feedbacks sobre os instrutores e o conteúdo do curso. O conhecimento / experiência não se limita apenas ao que é te fornecido durante o período de trabalho. Há muitos profissionais certificados que não sabem fazer uma linha de código na prática, assim como há muitos arquitetos que nem faculdade fizeram. Aproveite as ferramentas e material que hoje estão para te ajudar e faça a diferença!

Lembrem-se as oportunidades só aparecem para quem corre atrás!

Onde devo buscar material de apoio?

Por impulso natural temos a tendência de jogar no Google nossas dúvidas de forma desordenada, seja um erro qualquer, uma palavra chave, um trecho código, uma instrução SQL ou algo do gênero. E não estamos errados em fazer isso, pois sempre antes de pedir um apoio de alguém mais experiente (trabalho) é interessante limitar suas alternativas. Mas e quando estamos em casa, ou na faculdade, ou na casa de um amigo, para onde devemos correr quando se vemos sem um ponto de apoio?

Costumo dizer que antes de sair por ai disparando tiros para todos os lados esperando alguém te socorrer, precisa antes de tudo mesmo se situar. O que seria isso? Bom, vamos por partes:

Qual o meu problema? (Neste ponto precisa entender o que é o seu problema, como chegou nele, os passos que seguiu para chegar até onde chegou)

Qual deveria ser o resultado esperado? (Aqui precisa ter bem claro o que você pretendia antes de começar o passo acima, pois muitas das vezes revendo o caminho que trilho, sozinho percebe onde errou ou no meu caso uma forma até mais simples de executar aquela tarefa)

Como explicar isso para uma pessoa de fora / externa ao meu problema de uma forma clara e que ela entenda? (Este é o mais difícil, nem o mais experiente dos arquitetos consegue fazer isso sempre, mas não nos impede de tentar, nem que tenhamos que fazer mimica ou desenhar)

Com isso em mãos, podemos facilmente ir no Google, Foruns sobre o assunto, perguntar aos colegas de trabalho, cursos sobre o assunto em questão uma vez que já entende o problema, tendo uma abstração maior do conceito na qual o engloba, cursos práticos e rápidos tendem à ajudar.

Espero ter dado uma luz, mas se veio em busca de referências, seguem algumas:

GUJ

Stackoverflow

Ultimate Courses

John Papa

Como se destacar no meio de tantos profissionais?

O mercado hoje está muito competitivo, então como fazer para se destacar? Ainda mais quando estamos no começo de nossas carreiras?

Eu vou lhe dizer jovem padawan o segredo está no foco e na força de vontade, blah, mas isso todos nós já sabemos…
Pois é, todos sabemos mas não fazemos na prática!

Estudar é fundamental para conseguir crescer em sua carreira profissional, porém hoje temos acesso a MUITO conteúdo facilmente na internet, o que muitas vezes pode acabar se tornando um problema. Pois queremos aprender de tudo um pouco e acabamos aprendo é nada de tudo!
Então quando decidimos estudar alguma coisa, temos de focar em aprender muito bem o básico antes de querer ir para o avançado. Lembre-se:
“Antes um básico bem feito, do que um avançado mal feito.”

Então defina metas, somente após atingi-las vá para a próxima, ou caso tenha começado um curso, termine antes de começar outro, senão você estará sempre se auto sabotando e aprenderá as coisas por incompleto!

Seja pró ativo, não espere que as pessoas lhe peçam para fazer algo, tome iniciativa e comece por conta própria, caso não tenha o que fazer, foque em se aprimorar, use o tempo que tem a seu favor, estude!

Outra coisa que lhe trará bons resultados é, sempre que possível, entregue mais do que é esperado, segue uma analogia sobre o clássico caso do estagiário que serve o café:
Não seja somente o estagiário que serve o café, seja o estagiário que serve o café e oferece açúcar ou adoçante!
A analogia é bem boba, porém é muito verdadeira, são pequenas coisas que fazem você se destacar entre os demais, pois você está entregando algo que os demais não, reflita!

Espero ter ajudado com estas dicas 🙂
Forte abraço!

Mercado de Trabalho (Desafio)

É algo que deveria se preocupar antes de começar cursar faculdade? Durante? Depois? SIM!

O ponto é que o Mercado de Trabalho é agressivo, sempre exigindo mais, nem sempre os salários são compatíveis com o nível de exigência e como TI sempre foi uma tendência é uma área em constante crescimento e mudança. Então há profissionais a rodo para competir com você. Desde os mais absurdamente dotados da maestria tecnológica até os que nunca viram nada relacionado à TI que não fosse Facebook ou Twitter.

Segundo agravante que muitos pensam é que a faculdade irá te formar tecnicamente para o mercado de trabalho. Em tese sim, mas na prática não. Varia muito da Universidade em si e a qualidade do ensino / professor. Alguém que vem da área didática (focado em ensinar conceitos) peca ao ensinar prática e muita das vezes repassando conceitos defasados sobre o assunto. O ideal é sempre correr por fora, sejam cursos online, mini projetos, não tenha medo de se aventurar!

Github deve ser seu amigo / parceiro, crie projetos, colabore com projetos existentes, participe de comunidades e fóruns.

No mais, precisa ter em mente que tudo o que pensar, alguém já fez ou passou por isso antes. Nem sempre vai encontrar a solução pronta e perfeita tipo plug&play, mas no geral sempre vai ter uma abstração maior sobre seu problema. A dica que dou neste ponto é saber como e onde procurar, não cole um trecho do código no Google e espere um milagre acontecer. Determine qual é seu problema, o que está tentando fazer (propósito) e qual deveria ser o resultado final, tendo a resposta para estas 3 perguntas, facilmente conseguirá buscar a solução de forma mais assertiva.

Não tenha medo e nem vergonha de perguntar!

Uma coisa que acontece muito no dia a dia de trabalho é ter dúvidas, quando começamos a trabalhar na área tudo é novo e assim muitas dúvidas irão surgir.
Porém muitas pessoas no começo tem medo ou vergonha de tirar suas dúvidas achando que é uma coisa muito boba ou sem importância ou por achar que tem um cargo muito baixo vão ignorá-las ou repreendê-las, ainda mais quando é necessário perguntar aos colegas de trabalho com mais experiência.

Tire este pensamento da cabeça, pois todos sabem que você está começando e não se importarão em sanar suas dúvidas! (a não ser que a pessoa a quem você está perguntando seja babaca, mas ai já não é problema seu)
Caso não tenha entendido a explicação, seja sincero, diga que não entendeu e pergunte se não teria como explicar de outra forma, tenho certeza que não se importarão de explicar de uma forma diferente.
Por mais que procure uma solução na internet, confirme se é isto mesmo, pois talvez aquela solução não se aplique ao seu propósito.
Então não tenha medo ou vergonha de perguntar, pois guardar isso para você pode acabar te levando a tomar decisões erradas que pode impactar o resto da sua equipe ou projeto.

Dicas de ouro!

Sempre preste o máximo de atenção no que a pessoa está explicando, afinal, ela está cedendo o tempo dela para sanar sua dúvida!
E convenhamos, é muito chato ter que explicar a mesma coisa duas, três ou quatro vezes para mesma pessoa, por ela não ter prestado atenção.

Ande sempre com um bloco de anotações, um caderno ou crie um arquivo no word, onde você possa anotar suas dúvidas e as soluções, assim sempre podendo consultar futuramente!
Quando comecei, fazia anotações no caderno e sempre consultava quando necessário, assim não precisava ficar tomando o tempo de outras pessoas para tirar dúvidas anteriores.

Por hoje é isto pessoal, forte abraço!

Fique Ligado!

Fala pessoal!

Sejam bem vindos ao DNC on the Web!
Mas o que raios significa DNC?
Longa história…

Mas pode ter certeza que contaremos a engraçada história por trás do nome futuramente.

Voltando ao assunto principal!
Criamos este blog com foco no pessoal que está ingressando na área de TI (para os leigos Tecnologia da Informação), então se você está na faculdade ou atua a pouco tempo no mercado, vamos dar várias dicas com intuito de ajudar nesta etapa inicial!
Desde mindset de crescimento, dicas de programação e tecnologias, comentaremos sobre o que está bombando no mercado atualmente e as tendências.

Com isso esperamos ajudar o máximo de pessoas a ingressar na área e alavancar na sua carreira!

DNC and be happy!